FREDERICO GIL

O ténis é a sua maior paixão! Um desporto supercompleto a todos os níveis e que exige dedicação máxima para chegar ao topo. Começou a jogar com apenas 4 anos, em casa, no court de ténis da família, onde habitualmente via o pai, tio e amigos jogarem apenas por diversão. O fascínio pelo desporto surge nesta altura, e a par do ténis, o futebol era outra das paixões, mas só uma prevaleceu até hoje.

Tornou-se tenista profissional aos 18 anos, mais ou menos na mesma altura em que ingressou na Faculdade de Medicina em Lisboa.

Atingiu o 10º lugar ITF Juniores em 2003, o 105º ATP Doubles em 2010, ficou no 62º no ranking ATP Singles em 2011; recorda ainda com orgulho a sua participação na Taça Davis no Centralito do Jamor, do calor humano e da boa energia durante a final do Estoril Open 2010 e de quando atingiu os quartos de final no Masters de Monte Carlo 2011, encontrando-se na altura entre os 8 melhores tenistas do mundo em terra batida.

Ajudou a elevar o nome e o estatuto do ténis em Portugal. Fez com que a nova geração acreditasse ser possível ir além de tudo o que já tinha sido conquistado internacionalmente até então. Luta e trabalha diariamente para ser um exemplo de dedicação e profissionalismo desta modalidade, mantendo sempre o seu carácter, os seus valores e os seus princípios.